terça-feira, 16 de julho de 2013

Atividades de recuperação

Ai está galera, as atividades de recuperação de Sociologia e Filosofia da 2° etapa. Clique na imagem abaixo, abra o documento e veja quais são as suas atividades. Todas estão organizadas por matéria e série.

Atividades de Recuperação / 2° etapa

Observação: qualquer coisa entre em contato via e-mail: walber@funec.br
Bons estudos!!!

terça-feira, 11 de junho de 2013

UM PROFESSOR DE FILOSOFIA, por Marta Miranda

Opostos

Somos feitos de opostos e antagonismos que se juntam construindo nosso EU. Não considero defeito uma personalidade feita de antagonismos e contradições, é sinal de uma pessoa rica e flexível, que transcende as posições maniqueístas de separar a vida nos binômios de "bem " e "mal"; porque, na verdadeira essência humana, existe muito mais do que isso.

Somos seres que vivemos flutuando entre razão e loucura, ódio e amor, sagrado e profano,viajamos do inferno ao céu em milésimos de segundos.Daí nossa capacidade de sobreviver em um mundo tão complexo e diversificado. E quanto maior for nossa capacidade de transcender as dicotomias e navegar por elas como peixes escorregadios, mais intensa será nossa existência e maior nossa capacidade de enfrentamento dos problemas e de nós mesmos.

Eu tenho em mim vários outros EUS que se confrontam diariamente dentro desse meu corpo frágil e desse universo forte e cheio de luz que é minha cabeça.Não quero ser um EU apenas, não posso alcançar a plenitude de mim mesma sem a pluralidade dos outros EUS. Nisto consiste minha força para viver todos os dias da minha vida com confiança e sem desespero, a grandeza de ser eu mesma sem me importar com o resto.

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Filosofando em gotas X


"Um jovem foi até um mestre e começou a questionar o valor dos ensinamentos que ele ministrava. Disse que ele estava errado em muitos aspectos e que não concordava com grande parte dos ensinamentos.


O mestre, sem se perturbar, retirou do dedo um anel. Em seguida entregou ao jovem dizendo: "Por favor, pegue este anel e leve até o mercado. Veja se pode conseguir uma peça de ouro por ele".

O jovem, sem entender o motivo do pedido do mestre, foi até o mercado. Correu barraca por barraca, mercador por mercador e o máximo que conseguiu foi a oferta de uma peça de prata pelo anel. Ele voltou ao mestre e relatou o acontecido.

O mestre então lhe disse: "Agora vá até um joalheiro e mostre o anel. Então, pergunte quanto ele pagaria".

O jovem assim o fez. O joalheiro olhou o anel e se deteve na pedra incrustada no mesmo. Depois de um certo tempo analisando o que estava vendo, ofereceu mil moedas de ouro, só pela pedra. O jovem ficou completamente surpreso e paralisado diante da oferta.Ele voltou até o mestre e relatou o acontecido.

O mestre então lhe disse: "A sua noção de valor em relação aos conhecimentos que transmito aos discípulos é tão grande quanto a noção de valor dos mascates à respeito de joias. Quem se propõe a avaliar joias, deve primeiro tornar-se um joalheiro"."

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

A CARIDADE: Filosofando em Gotas IX

A CARIDADE

Na história da humanidade percebemos que a biografia de algumas pessoas se torna conhecida pelos intermináveis atos de caridade. Sabemos também que muitos anônimos fazem da caridade uma filosofia de vida, uma regra do cotidiano.

Para muitos estudiosos ser caridoso não é benéfico somente para quem é ajudado. Mas torna-se um remédio para a alma de quem ajuda, provocando uma sensação de bem-estar, de uma íntima alegria, de vibração interior.

A caridade que completa-se no ato da ajuda, inicia-se com a percepção do outro, das suas fragilidades, angústias, necessidades... inicia-se com a valorização do outro... inicia-se com as inquietudes perante as adversidades, que se mostram personificadas em vários rostos.

A caridade, uma atitude fraterna, que aproxima os indivíduos, os desconhecidos... a caridade, uma atitude fraterna, que gera esperança, dá suspiro à vida, faz brotar novos sentidos... a caridade, uma atitude fraterna, que religa os elos, às vezes perdidos, da humanidade.